Maratona de dramaturgia

Maratona de dramaturgia

de:
R$48,00

por:
R$ 40,80

Descrição

Durante dois dias, em junho de 2018, doze dramaturgos brasileiros aceitaram uma provocação: subir ao palco do Teatro Sesc Ipiranga, na cidade de São Paulo, para participar de uma maratona de entrevistas. Um após o outro, eles falaram sobre processos de trabalho, modelos de produção, relação com o público e as principais linhas de força que movem suas escritas.

  

Dramaturgos

Alexandre Dal Farra, Newton Moreno, Francisco Carlos, Roberto Alvim, Grace Passô, Dione Carlos, Michelle Ferreira, Pedro Brício, Silvia Gomez, Emanuel Aragão, Pedro Kosovski e Jô Bilac.

 

SOBRE OS ORGANIZADORES

Isabel Diegues (Paris — França, 1970)

A editora, escritora e cineasta, formada em letras, pela PUC-RJ, é diretora editorial da Cobogó, onde organizou títulos como coleção de entrevistas com Hans-Ulrich Obrist (2010-2014), a Coleção Dramaturgia (2012-2019), com mais de cinquenta livros de textos de teatro contemporâneo, além dos livros Adriana Varejão - Entre Carnes e Mares e Pintura Brasileira séc. XXI. Em 2016 lançou o livro “Diário de uma digressão (Uma viagem ao sertão do Piauí da Serra das Confusões até o mar)”.

 

José Fernando Peixoto de Azevedo (São Paulo — SP, 1974)

Doutor em filosofia pela USP, é diretor, dramaturgo, pesquisador e professor da Escola de Arte Dramática (EAD) e do Departamento de Cinema, Rádio e Televisão, ambos da Escola de Comunicações e Artes da USP. Fundou em 1997 o Teatro dos Narradores, onde realizou “Cidade vodu” (2016) e “Cidade fim, cidade coro, cidade reverso” (2011), entre outros, e colabora com grupos como Os Crespos. Publicou “Próximo ato: teatro de grupo” (Itaú Cultural, 2011), e organizou com Antônio Araújo e Maria Tendlau, “Eu, um crioulo” (coleção Pandemia, Editora n-1, 2018).

 

Kil Abreu (Belém — PA, 1968)

O crítico e pesquisador de teatro é curador no Centro Cultural São Paulo.Formado em jornalismo e mestre em Artes pela USP, colaborou com a Folha de S.Paulo e com a revista Bravo!, foi curador de alguns dos principais festivais de teatro do país, professor e coordenador pedagógico da Escola Livre de Teatro de Santo André (ELT) por dez anos e jurado do prêmio Shell por oito. Atualmente, é membro da Associação Internacional de Críticos de Teatro e crítico colaborador do Teatrojornal.