Monumento

Monumento

de:
R$95,00

por:
R$ 66,50

Descrição

Em meio a uma avalanche de informações no mundo tecnológico contemporâneo, em que a atenção é disputada a todo instante, a arte de Alexandre da Cunha captura o olhar do espectador para esculturas que revelam o inesperado. Monumento traz uma seleção das obras públicas do artista que foram expostas em diversas partes do mundo. O livro traz um texto da curadora Fernanda Brenner, que destaca a capacidade de síntese e a precisão com que Cunha seleciona e rearranja os objetos que fazem parte de suas obras. O livro apresenta ainda uma conversa com o renomado escultor inglês, Philip King, mediada por Jenni Lomax, que dirigiu durante 27 anos o Camden Arts Centre, em Londres.

 

Sobre o artista

Alexandre da Cunha nasceu em 1969, no Rio de Janeiro. Atualmente, mora e trabalha em Londres. Formado em Artes Plásticas pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), em São Paulo, também estudou na Royal College of Art e na Chelsea College of Art, em Londres. Neste ano, participou da Art Dubai 2019, nos Emirados Árabes, como residente, junto com os artistas brasileiros Flora Rebollo, Luiz Roque e Laura Lima. A curadoria foi de Fernanda Brenner e Munira Al Sayegh. Entre suas exposições individuais mais recentes, estão Duologue, com colaboração de Phillip King, na The Royal Society of Sculptors, em Londres (2018); Boom, no Pivô, em São Paulo (2017); Mornings, na Office Barroque, em Bruxelas (2017); e Plaza Project, no Museum of Contemporary Art, em Chicago (2015/2016). Também participou de mostras coletivas no Brasil e em outros países, como Alemanha, Bélgica, China, Estados Unidos, Grécia, Holanda, Inglaterra e México. O artista tem trabalhos nas coleções da Tate Collection (Inglaterra); do Museu de Arte da Pampulha, do Centro de Arte Contemporânea de Inhotim e da Pinacoteca de São Paulo (Brasil); e do Laumeier Sculpture Park (EUA), entre outros. Suas obras foram reproduzidas em livros e catálogos no Brasil e no exterior. Este é o segundo livro publicado por Alexandre da Cunha pela Editora Cobogó. O primeiro livro, Alexandre da Cunha, foi lançado em 2012, com 150 imagens e texto de Zoë Gray, com tradução de Vivien Kogut Lessa.