Sísifo

Sísifo

de:
R$38,00

por:
R$ 26,60

Descrição

O ator. O ator num lugar entre outros dois lugares. O ator sobre uma rampa. O ator sobre uma linha reta. Dentro desta linha reta, todas as travessias do mundo. Dentro deste mundo, um mundo de travessias. É sobre o tempo. É sobre o absurdo e a maravilha de estar vivo aqui e agora. É gif. É meme. É videogame, e o jogador está preso numa mesma fase. É um país preso nas mesmas contradições. É a eterna escalada ao topo da montanha. É pau, é pedra, é o fim do caminho. E o começo do caminho uma vez mais. São sessenta travessias. Só se tem o ponto de partida e o ponto de chegada: como se preenche esse percurso? É uma metáfora para a vida. É a vida em si mesma. É este o jogo.

 A travessia talvez seja a grande protagonista de Sísifo. Inspirado no mito grego – do homem que carrega diariamente sua pedra morro acima para vê-la rolar ladeira abaixo e começar tudo de novo –, o texto escrito por Gregorio Duvivier e Vinicius Calderoni parte da mitologia até o caótico mundo hiperconectado dos memes e dos gifs, do Brasil das contradições, do absurdo e dos recomeços.

“Sobre o palco, um ator e uma rampa. O ator caminha da extremidade inferior à extremidade superior da rampa. Quando conclui esse percurso, salta. E recomeça o mesmo traçado. E outra vez. E outra. Sempre assim. A seguir, sessenta maneiras de percorrer um mesmo caminho.”

SOBRE OS AUTORES:

Gregorio Duvivier nasceu em 1986, no Rio de Janeiro. É ator, escritor e roteirista e forma o time de sócios-fundadores do Porta dos Fundos, criado em 2012. No teatro, integrou os espetáculos Z.É. - Zenas Emprovisadas (2003); Uma noite na lua (2013), que lhe rendeu o Prêmio APTR de Melhor Ator; e Portátil (2014). No cinema, fez parte do elenco de Apenas o fim (2008); 5x Favela – Agora Por Nós Mesmos (2010); Vai que dá certo (2013); e vida invisível (2019). Entre seus trabalhos na televisão estão as séries O Fantástico Mundo de Gregório (Multishow); Portátil (Comedy Central) e Se beber, Se beber não ceie (Netflix),. Em 2017, estreou o programa de opinião e humor político Greg News com Gregorio Duvivier, na HBO.  É autor dos livros A partir de amanhã eu juro que a vida vai ser agora; Ligue os pontos – poemas de amor e big bang; Put Some Farofa; e Percatempos – Tudo que faço quando não sei o que fazer, além de assinar uma coluna semanal no jornal A Folha de São Paulo.

Vinicius Calderoni nasceu em 1985, em São Paulo. É dramaturgo, diretor, compositor, músico, roteirista e ator. Em 2010, com Rafael Gomes, fundou a Cia. Empório de Teatro Sortido. No teatro, escreveu e dirigiu Não nem nada (2014); Ãrrã (2015), pela qual recebeu o Prêmio Shell de melhor autor; e Chorume (2017). Escreveu e atuou em Os arqueólogos (2016), que lhe rendeu o prêmio APCA de melhor autor. Também escreveu o musical Elza (2018), sobre Elza Soares, que lhe rendeu os prêmios APCA, Reverência e Bibi Ferreira de Melhor Autor, e os espetáculos infantis Lá dentro tem coisa (2017), em parceria com Adriana Falcão e Rafael Gomes, e Mas por quê?! – A história de Elvis (2015), junto com Rafael Gomes. Na televisão, foi roteirista dos programas De perto ninguém é normal (GNT) e Massaroca (TV Cultura).

 

Língua: Português

Número de páginas: 112 páginas

Editora: Cobogó

ISBN:  978-85-5591-105-7

Formato: Brochura

Dimensões: 13x19 cm

Peso: 100 gramas

Ano de publicação: 2020